Etiqueta: infertilidade

Tiróide e fertilidade: qual a relação?

Tiróide e fertilidade: qual a relação?

A tiróide é uma glândula responsável por produzir hormonas relacionadas com o nosso metabolismo e função reprodutora. Em diversas situações, pode ocorrer um desequilíbrio na produção destas hormonas, causando HIPERTIROIDISMO (produção excessiva de hormonas) ou HIPOTIROIDISMO (produção hormonal é menor), sendo que este está relacionado com a TIROIDITE 

Ciclo circadiano: já ouviu falar?

Ciclo circadiano: já ouviu falar?

O ciclo circadiano é definido como o nosso ritmo biológico ao longo de 24 horas. Esse ritmo é coordenado pela exposição à luz natural (Sol, durante o dia) e pela sua ausência (durante a noite). Em 2017, 3 cientistas norte americanos (Jeffrey Hall, Michael Robasch 

O que tem feito pela sua saúde desde que começou a pensar em engravidar?

O que tem feito pela sua saúde desde que começou a pensar em engravidar?

O sucesso da gravidez depende muito da saúde materna no momento da concepção, sabia? E isto não tem de ser um peso ou culpa, inclusive se o seu caso for um dos tantos em que alguma das gestações não chegou até ao fim.

É sim informação e poder para que possa criar um ambiente mais favorável à próxima gravidez.


Vamos ver algumas das coisas que pode JÁ melhorar:

👉 O excesso de peso e obesidade estão associados às seguintes complicações obstétricas: infertilidade, diabetes gestacional, macrossomia (bebés com peso ao nascer acima do recomendado, o que constitui um risco futuro de obesidade), maior probabilidade de cesariana, alterações cromossómicas e pré-eclampsia (a principal causa de morte materna!). Desta forma, o excesso de peso NÃO PODE ser desvalorizado. O problema não é quanto tempo demora a perder o peso pós parto. É quanto tempo de vida o seu peso rouba a si e ao seu futuro bebé.

👉 Mesmo com níveis elevados de obesidade e excesso de peso, a maioria das mulheres está subnutrida, ou seja, ingere menos nutrientes (geralmente vitaminas e minerais) que o recomendado. A associação entre a carência destes e o insucesso da gravidez é ENORME. Pode até ser a primeira vez que ouve isto, mas não o esqueça;

👉A ingestão de folato deve ser garantida pelo menos 3 meses antes de engravidar, de preferência metilfolato. Também não é qualquer suplemento de ácido fólico que é bom, já que tanto o suplemento quanto a dose devem ser individualizados. Nós não somos protocolos, nem “suplementação em série”. Não se esqueça de ingerir folato: folhas verdes escuras e cruas TODOS os dias.
A necessidade deste nutriente vai muito além da prevenção dos defeitos do tubo neural: carência de folato aumenta risco de aborto espontâneo, pré-eclampsia e crescimento fetal inadequado;

👉 PARE DE FUMAR. Não faz sentido só parar quando engravidar. Tentar engravidar enquanto fuma é escolher ser negligente. O tabagismo associa-se ao aumento da taxa de aborto espontâneo e também à restrição do crescimento intrauterino.


Faça a sua parte. Programe e otimize a sua gravidez 😉

Quais são os nutrientes essenciais para a formação de espermatozóides?

Quais são os nutrientes essenciais para a formação de espermatozóides?

Como já foi abordado por aqui, 40 % dos casos de infertilidade tem origem no fator masculino, com diversas causas. Quando falamos em espermatozóides falamos em três aspetos importantes: quantidade, qualidade e mobilidade, e a Nutrição é um forte aliado em todos estes aspetos. A 

Síndrome do ovário poliquístico: qual o papel da Nutrição?

Síndrome do ovário poliquístico: qual o papel da Nutrição?

A síndrome do ovário poliquístico (SOP) afeta 5-10% da população. A presença de quistos nos ovários não é imediatamente indicador de SOP, pois para o diagnóstico desta, além da presença dos quistos, deverão estar presentes outros fatores como resistência à insulina, hiperandrogenismo (níveis elevados de