Toma omeprazol? Então fique atento aos seus níveis de ferro, cálcio, folato e B12.

Toma omeprazol? Então fique atento aos seus níveis de ferro, cálcio, folato e B12.

O omeprazol é um dos medicamentos mais prescritos para proteção gástrica, em caso de alguma patologia ou de utilização de fármacos mais “agressivos” para o estômago.

A sua utilização deve ser limitada no tempo, ao contrário do que se verifica na maioria dos casos, em que tantas pessoas fazem uso de Omeprazol (ou algum medicamento da família do mesmo) por tempo indeterminado, que pode ir de semanas a anos.

A utilização prolongada destes medicamentos está associada à deficiência de cálcio, ferro, folato e vitamina B12.

O cálcio é essencial para a formação dos ossos e dentes, contração muscular, funcionamento enzimático, coagulação sanguínea e manutenção de um ritmo cardíaco adequado. A dissolução do cálcio e a sua absorção são dependentes de acidez, pelo que a redução desta, mediante a toma de Omeprazol, pode conduzir a menores níveis de cálcio.

O ferro, por sua vez, é essencial na transferência do oxigénio dos pulmões para os tecidos. Tem também um papel no metabolismo como um componente de algumas proteínas e enzimas, sendo um dos nutrientes essenciais para o funcionamento da tiróide. Além disso, a etapa final de produção de energia a partir dos nossos alimentos é dependente de ferro, pelo que caso os nossos níveis de ferro estejam baixos, também essa produção energética será insuficiente. O ácido gástrico, cuja produção é inibida com o Omeprazol, tem um papel muito importante na absorção do ferro, pelo que a utilização deste fármaco deverá implicar sempre uma vigilância do nível deste nutriente. Se for alguém com histórico de anemia, uma mulher em idade fértil ou alguém cuja dieta é insuficiente em ferro, a atenção deverá ser redobrada.

O folato é um nutriente essencial para a produção de DNA, funcionamento do sistema nervoso e da medula óssea. Geralmente, só tem a devida atenção durante a fase pré-gravidez, assim como durante, mas na verdade devíamos garantir um bom aporte de folato diariamente, em todas as fases da vida.

Por fim, a vitamina B12. É muito comum ouvirmos que só se tem de preocupar com a vitamina B12 quem é vegetariano. Será? Sabemos que a acidez gástrica é necessária para a produção de fator intrínseco, um “ajudante” no transporte de B12 até ao intestino e na sua absorção no mesmo. Dessa forma, a utilização do Omeprazol irá condicionar este processo e a absorção de vitamina B12 será reduzida.

Níveis baixos de vitamina B12 estão associados à anemia megaloblástica, anemia na qual os glóbulos vermelhos ficam com um tamanho superior ao habitual. Além disso, níveis baixos de B12 favorecem a elevação de homocisteína, cujos níveis elevados se associam a um maior risco de doenças cardiovasculares.

Além disso, baixos níveis de B12 (assim como de folato, cujos níveis e metabolismos deverão coexistir em equilíbrio) estão associados a um declínio neurológico e também a um maior risco de depressão.

Posto isto, devemos rejeitar a toma de Omeprazol? Devemos parar o que já estamos a tomar?

Não, não devemos, e isto é válido para todos os medicamentos que nos são prescritos com uma razão.

O que nós devemos é:

  • Tratar a causa e não o sintoma. O que está a provocar esse aumento de acidez? O que está a causar azia, refluxo? Serão os alimentos que come, o álcool que bebe, os cigarros que fuma? Se for o caso, é por aí que tem de começar, não manter esses hábitos prejudiciais e em troca tomar o comprimido. Certamente que é mais inteligente que isso 😉
  • Qualquer fármaco tem efeitos secundários, nós só temos de os conhecer, estar vigilantes e atuar sobre eles. Temos de encontrar uma solução e não um bode expiatório;
  • Em alguns casos a toma de Omeprazol é mesmo necessária, não é uma escolha e não tem nada a ver com o que se come, bebe ou fuma. Nesses casos, e para várias terapêuticas, a toma deve ser respeitada e feita com rigor. Mais uma vez, sabendo as consequências, podemos atuar sobre elas.

Espero que este artigo tenha sido útil e que tenha ficado alerta para esta questão!



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *