Beta-glucana: quais os efeitos na saúde?

Beta-glucana: quais os efeitos na saúde?

A beta-glucana é uma fibra solúvel presente principalmente na aveia e cevada.

Diversos estudos têm mostrado os efeitos benéficos desta fibra em diferentes condições metabólicas, associando-se assim o seu consumo a um menor risco de várias doenças prevalentes na nossa população.

Vamos então ver alguns dos efeitos da beta-glucana na nossa saúde:

  • Melhoria da glicemia (níveis de glicose/açúcar no sangue);
  • Melhoria da atuação da insulina (hormona produzida pelo pâncreas cuja função é transportar o açúcar em circulação no sangue para dentro das células, para produção de energia);
  • Melhoria do perfil lipídico (colesterol total e as suas frações – LDL, HDL, VLDL);
  • Melhoria da composição corporal: alguns estudos mostram uma associação entre a adição de beta-glucana (através do consumo de aveia/cevada) e uma redução da circunferência da cintura e do índice de gordura visceral, devido ao facto da beta-glucana aumentar a sensação de saciedade e, dessa forma, conduzir a uma menor ingestão calórica, permitindo assim a melhoria dos parâmetros de composição corporal acima citados;
  • Efeito anti-inflamatório: alguns estudos mostram uma associação entre o consumo de beta-glucana e um aumento dos níveis de interleucina 10 (IL-10)– uma citocina com ação anti-inflamatória, associando-se assim ao menor risco de doenças crónicas, como a hipertensão, doenças cardiovasculares, cancro, entre outras;
  • Efeito imunológico: Por estimulação de células que compõem o nosso sistema de defesas (sistema imunológico), a beta-glucana tem um papel no aumento da nossa capacidade de defesa contra infeções virais e bacterianas.

Desta forma, pensando em todos os benefícios citados, torna-se clara a vantagem em incluir o consumo de aveia ou cevada na nossa alimentação, como fonte desta tão importante fibra.

Assim, uma forma de integrarmos a beta-glucana na nossa alimentação, é, por exemplo, através da adição de aveia num batido, iogurte, papa de fruta ou em substituição dos cereais de pequeno-almoço.

Espero que o artigo tenha sido útil!



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *